Moça vencendo a preguiça de treinar

Preguiça de treinar? Saiba como vencer a autossabotagem e se exercitar!

Quantas vezes na semana você procrastina ou deixa algo pra depois? Esse é um hábito muito comum, principalmente para se exercitar. Usamos a preguiça de treinar como um escudo, mesmo que não estejamos tão cansados assim. 

Entenda: nosso cérebro é relutante a mudanças e busca defesas para não aderir a elas. A boa notícia é que temos o poder de controlar a importância que o cérebro dá à preguiça.

Para poder controlá-la é preciso saber que a preguiça pode se tornar um problema de grandes proporções: ela pode impedir você de emagrecer ou facilitar o surgimento de alguma doença crônica ao longo dos anos.

É comum encarar os exercícios como um fardo, algo trabalhoso, fora o cansaço naturalmente adquirido pela prática do mesmo, o que acaba se tornando um prato cheio para a procrastinação. Pense bem: O que você prefere: comer uma pizza em casa, ou correr 5km durante uma noite de quarta-feira?

E se eu te disser que uma escolha não anula a outra?

As pessoas geralmente desistem de treinar por motivos como esses:

  • Anseiam por resultados imediatos
  • Escolhem modalidades que não tem nada a ver com elas
  • Não se comprometem com o exercício
  • Procuram muitos motivos para não treinar

Mas você não quer ser uma dessas pessoas, não é mesmo?

Com o post de hoje você vai entender como driblar a preguiça de treinar e quais são os benefícios de se manter regular. De bônus ainda vamos te explicar como você pode correr 5km sem ter que abrir mão da sua pizza. Vamos lá?

Defina metas atingíveis e foque nelas

Muitas pessoas acabam desistindo das suas atividades pelo simples fato de não ter um propósito sólido. Os propósitos nos fazem permanecer firmes quando tudo está contra nós, funcionando como um combustível de motivação para alcançarmos nossos objetivos. 

Sempre que for calçar seus tênis para ir se exercitar lembre-se do porquê de estar fazendo aquilo: qual é a sua meta? Onde você quer chegar? Sua meta é realista?

Definir seu propósito e suas metas são o primeiro passo para se manter motivado e te fazer perder a preguiça de treinar, principalmente porque a definição de metas já vai te ajudar a escolher a modalidade mais indicada para o seu objetivo.

A atividade tem que fazer sentido para você, ou seja, não adianta fazer musculação se o que você gosta mesmo é o ciclismo. As chances de você abandonar a musculação são muito maiores! 

Para ajudar você a definir seu propósito, sugerimos que aplique o método Metas SMART.

Definindo metas SMART

Esse método de definição de metas parte de 5 princípios necessários para os seus objetivos: eles têm que ser específicos, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais.

Para que uma meta seja específica, você precisa responder às seguintes perguntas: o que eu quero alcançar com essa meta? Por que eu quero? Como vou alcançar?

Para algumas metas, ainda cabem as perguntas “onde vou alcançar?” e “quem é o responsável?”.

Mensurável diz respeito ao resultado que você deseja atingir e à medição ou acompanhamento da sua meta. Se você quer perder peso, por exemplo, você não quer simplesmente perder peso, certo? Você quer perder 5 quilos, ou 3 quilos, ou 10. E como você saberá se está perdendo peso? Fazendo avaliações físicas periódicas.

A sua meta ainda precisa ser atingível, ou seja, realista. Você precisa pensar se as metas que você estipulou são realmente possíveis de serem atingidas. Caso contrário, você se frustrará por não ter conquistado seu objetivo e vai acabar desmotivado.

Por exemplo, você perdeu 3 quilos em um mês. Ficou empolgado e agora quer perder 8 quilos no próximo mês. Será que essa quantidade de peso dentro desse período de tempo é possível para você? É mais importante ter uma meta que seja realizável e que mantenha você constante do que estipular objetivos irreais.

Da mesma forma, sua meta tem que ser relevante. Ter uma meta relevante ajuda você a se sentir motivado no processo. Se você deseja perder um quilo em três meses, essa meta deixa de ser relevante e sua preguiça de treinar aumenta, já que não é uma meta desafiadora o suficiente.

Por último, o aspecto temporal da sua meta também é super importante. Não basta saber onde se quer chegar e de que forma, é necessário saber em quanto tempo. Se você deseja perder 8 quilos mas não coloca um prazo atingível para tal, você pode tanto levar 3 meses quanto levar 1 ano ou mais.

Sabendo exatamente o que você deseja atingir, de que forma e em quanto tempo, facilita o seu processo e ajuda você a se manter motivado para treinar, podendo assim trabalhar na melhor forma de alcançar seu propósito final.

Existe relação entre alimentação e preguiça de treinar?

Sim! A alimentação está diretamente relacionada com a sua disposição e energia. Um corpo bem nutrido se torna um corpo mais leve para treinar!

Se você não se alimenta bem, seus resultados também estarão comprometidos. Independente da meta estética que você deseje atingir, seu corpo precisa de recursos para poder chegar lá. Os nutrientes de uma alimentação adequada que são esses recursos: carboidratos, proteínas, lipídios, vitaminas e minerais.

Se você só treina, mas não se alimenta bem, está fazendo apenas uma parte do trabalho e ainda tende a ficar mais cansado por não nutrir seu corpo de forma adequada: com refeições balanceadas, incluindo e priorizando frutas e vegetais.

Registre seus avanços

Ver a nossa própria evolução é muito motivador! A mudança em nosso corpo é um processo de longo prazo: é necessário ter paciência. É interessante poder mensurar o progresso para não perder o foco, seguir motivado e determinado para que a preguiça de treinar não ganhe de você!

Para registrar os avanços conquistados experimente registrar quantitativamente seus avanços: “na primeira semana do mês, consegui fazer 50 abdominais por dia no treino. Na terceira semana, eu consegui fazer 75”

Pode parecer simples, mas essas anotações são importantes para poder ver o avanço de resistência física e performance, o que será decisivo nos resultados que o corpo vai apresentar. Se em uma semana você conseguiu fazer 50 abdominais e na seguinte, 75, certamente alguma mudança física está ocorrendo e você não está treinando em vão.

Outra forma de manter registros é fazendo avaliações periódicas na sua academia. Suas anotações próprias vão te mostrar o avanço quantitativo, mas só nas avaliações profissionais você saberá se a qualidade dos seus movimentos melhorou.

Além disso, a avaliação física também mostra a porcentagem de gordura que você perdeu e a quantidade de músculo que ganhou. Ao fazer as avaliações, você cria um histórico de progressão que no futuro te mostram cada etapa que você passou para chegar ao seu resultado final.

Poder ver o quanto os exercícios estão sendo benéficos para sua vida com certeza vai mandar a preguiça para bem longe, então não ignore esta dica.

horário certo para treinar

Ache o melhor horário para o seu corpo

Somos todos diferentes. É por isso que algumas pessoas rendem mais pela manhã, outras funcionam melhor à noite. E para garantir o melhor rendimento nos exercícios é necessário descobrir em qual horário seu corpo responde melhor a estímulos físicos.

Por exemplo: se você se sente com mais ânimo pela manhã a indicação é para se exercitar nas primeiras horas depois de acordar —uma boa opção de atividade é ir ao trabalho de bicicleta, ou parar o carro alguns quarteirões antes e caminhar pelo resto do trajeto. E se seu organismo funciona melhor durante o fim da tarde você deve procurar fazer exercícios durante a noite —em um local seguro!

Encontrar o melhor horário para o seu corpo é decisivo na hora de se manter treinando. Se você chega ao final do dia exausto e esse foi o horário que você escolheu para se exercitar, vai ser mais fácil ceder à preguiça e matar o treino.

A atividade física precisa ser vinculada ao prazer, portanto, respeitar os limites e preferências do seu corpo é essencial para a saúde e para obter bons resultados.

Treine acompanhado

Treinar com o acompanhamento e monitoramento de um profissional é super eficaz para abandonar a preguiça de treinar. Ao ter um Personal Trainer com você, as chances de você faltar aos treinos são muito menores.

Uma das características do acompanhamento individualizado é a atenção que o profissional dá às suas demandas e o incentivo para que você sempre dê o melhor de si mesmo. Ao treinar acompanhado fica mais difícil se autossabotar, já que o Personal estará lá esperando por você.

Além disso, treinar acompanhado pode fazer o tempo passar mais rápido! O Personal ainda te ajuda a adquirir conhecimento sobre os exercícios e permite que você treine com maior segurança e de forma eficaz para o seu objetivo.

Descansar também é importante!

Há quem diga por aí que “o momento do exercício é a parte mais importante do plano de treino”. Mas não só de exercícios vive o seu treinamento. Também é importante dar atenção ao repouso, pois é durante o descanso que o corpo se recupera e fortalece. 

Se você exagerar nos treinos, pode acabar se lesionando e comprometendo seu desempenho por certo tempo. Quanto mais tempo você ficar sem treinar, mais longe estará do seu resultado esperado.

Boa parte das desistências da academia ocorrem justamente por causa de machucados, e tenho certeza que você não deseja entrar para essa estatística. O que garante o sucesso do seu planejamento de treino é a correta execução, correta intensidade e correta frequência. Pular etapas ou pegar mais pesado para acelerar não vai fazer com que você melhore sua performance e resultado.

Durma bem e por tempo suficiente e tire alguns dias na semana para descansar um pouco. É importante também evitar se estressar com situações simples cotidianas para que você não tenha tensões musculares. 

Essas simples ações garantem que seu corpo se recupere dos exercícios e te deixarão mais disposto para encarar o treino seguinte!

Preguiça de treinar? A solução é se divertir!

Existe uma infinidade de atividades físicas diferentes. O ponto chave aqui é encontrar uma atividade que você goste. Por exemplo, você adora correr, principalmente ao ar livre. Então a melhor opção no seu caso seria corrida, ou quem sabe ciclismo.

Aqui existe outra vantagem de quando você treina com acompanhamento personalizado: o Personal conhece você o suficiente para adaptar treinos para o estilo que você tem mais facilidade em aderir e se manter engajado.

Embora não exista nada que te impeça de praticar outras atividades, você provavelmente se sentirá mais animada para fazer aquelas que você mais gosta. No caso dos exercício aeróbicos, é interessante mesclar com outro exercício como a musculação, visando a prevenção de lesões e aumento de força e resistência.

Muitas vezes reclamamos de obstáculos que nos impedem de alcançar nossos objetivos, mas geralmente nós mesmos somos esse obstáculo. A autossabotagem tende a aparecer em coisas simples, como a preguiça na quarta feira, ou a gula no fim de semana.

Com simples mudanças de pensamento no dia a dia é possível deixar a preguiça de lado e focar nas estratégias para alcançar seu objetivo de maneira saudável física e mentalmente.

Para largar de vez a preguiça de treinar, conheça os Personal Trainers do Studio Medina Plus e agende sua aula experimental!

ADD COMMENT

Open chat