diferença-entre-crossfit-e-funcional

Existe diferença entre CrossFit e Funcional? Conheça agora!

Escolher a modalidade certa para treinar é sempre um dilema, principalmente se você não entende muito bem as diferenças entre elas. Musculação, CrossFit, treinamento funcional… As opções muitas vezes são parecidas, causando certa confusão. Mas não se preocupe: hoje vamos falar sobre a diferença entre CrossFit e Funcional e tirar todas as suas dúvidas sobre essas duas modalidades.

O CrossFit e o treinamento funcional estão em alta hoje em dia e os dois têm diversos pontos em comum, talvez até mais semelhanças do que diferenças. É justamente por essas semelhanças que confundir as duas modalidades é bastante normal!

É importante tomar cuidado, porque por mais parecidas que sejam, as diferenças são cruciais na hora de escolher o melhor para você e qual é mais eficaz para o seu objetivo. Vamos conhecê-las?

O que é o treinamento funcional?

O treinamento funcional se caracteriza por um treino que tem como foco a melhora das capacidades naturais do corpo, baseando os exercícios na biomecânica e otimizando padrões de movimento.

O principal objetivo do treinamento funcional é a melhora de capacidades específicas: coordenação motora, agilidade, equilíbrio, potência, resistência, condicionamento físico, entre outras. Para atingir a melhora dessas capacidades, se utiliza tanto exercícios com o peso do próprio corpo quanto acessórios para auxiliar no treino, como bolas, cones, corda e pesos.

De modo geral, quem pratica treinamento funcional prepara o corpo para diversas situações do dia a dia, para que subir uma escada, limpar a casa e brincar com uma criança não sejam motivos para dores e desconfortos. Ao treinar para ter um corpo resistente, a qualidade de vida é melhorada e a disposição e longevidade também.

O treinamento funcional também pode ser praticado para melhorar a sua performance em outro esporte, ou até como forma temporária de reabilitação após alguma pausa. É o que acontece após uma lesão de um jogador de futebol, por exemplo, ou em período de reabilitação pós cirurgia.

Outra característica interessante é que o treinamento funcional é adaptado para a característica em questão que você deseja melhorar. Se você deseja perder peso e seu amigo deseja melhorar a coordenação motora, o treino de vocês será estruturado de forma diferente, privilegiando exercícios que estimulem o resultado desejado, mas sem deixar de desenvolver outras habilidades.

Posso praticar treinamento funcional pensando em hipertrofia?

Sim! Muita gente associa o CrossFit à força e o treinamento funcional apenas ao emagrecimento, mas essa fama é bastante injusta. Considerando que as aulas de treinamento funcional são planejadas de acordo com a necessidade do aluno, sua rotina de treinos funcionais pode ser direcionada para a hipertrofia de forma eficaz.

O que é o CrossFit?

Todo treino de CrossFit pode ser considerado treino funcional, mas nem todo treino funcional é CrossFit. Como já falamos no começo do post, há algumas semelhanças entre as duas modalidades e essa é a principal delas: ambas incluem padrões de movimento naturais do corpo nos treinos. A principal diferença é o método.

O foco do CrossFit é usar a intensidade (carga e volume) para desenvolver força, resistência muscular e condicionamento físico. Para isso, 3 pilares norteiam a prática: movimentos funcionais, alta intensidade e variação constante.

As aulas de CrossFit são estruturadas em etapas que incluem levantamento de pesos olímpicos, exercícios aeróbicos e um bloco de exercícios que muda a cada aula, chamado de WOD (workout of the day, treino do dia). Exercícios de ginástica também fazem parte das aulas de CrossFit, e todas as etapas são cronometradas, sendo o volume tão importante quanto a intensidade e a correta realização dos movimentos.

Uma característica marcante no CrossFit é que as aulas são feitas em grupo, tornando o ambiente bastante competitivo e incentivando os praticantes a superarem seus limites e entregarem o melhor de si a cada aula.

Os equipamentos que auxiliam a prática de CrossFit podem ser bastante inusitados, mas também são bem característicos dessa modalidade. Caixas de madeira, pneus de caminhão, cordas navais e barras olímpicas são acessórios essenciais no CrossFit e dificilmente são vistos em outras modalidades.

homem mostrando a diferença entre crossfit e funcional

O credenciamento no CrossFit

As academias de CrossFit no Brasil muitas vezes são chamadas de boxes. Para poder oferecer essa modalidade com o nome oficial, o local precisa ter o credenciamento da CrossFit Incorporation, marca registrada estadunidense fundada pelo criador do método, Greg Glassman.

O único diferencial que o credenciamento oferece é um certificado de treinamento CrossFit através do curso oferecido pela própria marca. Para se manter como afiliado, é necessário pagar uma taxa anual.

Essa informação é relevante para quem está conhecendo a modalidade, mas é importante não se deixar levar apenas pela ideia do credenciamento. Por mais que a certificação exista, um cuidado essencial na hora de procurar um box de CrossFit é se atentar ao serviço prestado pelos instrutores: se são competentes, comprometidos e focados no seu desempenho e segurança.

Considerando que o CrossFit é uma modalidade de maiores chances de lesão, os instrutores precisam estar preparados e ter o conhecimento necessário para orientar você a realizar os treinos da forma mais segura possível, sem deixar de lado a qualidade das aulas e o constante estímulo à melhora da sua performance.

Sempre procure conhecer o modelo de acompanhamento do seu instrutor. Por mais atrativo que o espaço possa parecer, é importante que você garanta sua segurança antes de iniciar.

Posso emagrecer no Crossfit?

Se com “emagrecimento” queremos dizer “perda de gordura corporal”, então sim!

Geralmente o treinamento funcional é buscado para o emagrecimento, mas a alta intensidade, os treinos dinâmicos, a variação de estímulos e a inclusão de exercícios aeróbicos são as características do CrossFit que também garantem o gasto calórico e a perda de gordura.

Porém, a tendência é que com o CrossFit você desenvolva músculos aparentes. Se o seu objetivo estético é perder peso e ter um corpo menor, do tipo atlético, talvez o CrossFit não seja a melhor opção.

Quais são as semelhanças entre CrossFit e Funcional?

Pelo que você já leu até aqui, deve ter entendido diversas semelhanças entre o CrossFit e funcional. Para resumir e ficar mais claro, os principais pontos em comum são:

  • Treinos variados
  • Alta intensidade
  • Estímulo de diversos músculos ao mesmo tempo
  • Melhora de capacidades motoras
  • Desenvolvimento de força e resistência muscular
  • Ambos se baseiam em movimentos funcionais
  • Maior consciência corporal

Mesmo que diversas características parecidas sejam desenvolvidas nas duas modalidades, existe diferença entre CrossFit e funcional.

Qual é a diferença entre CrossFit e Funcional?

Enquanto os fatores chave no CrossFit são as aulas em grupo, o espírito de equipe e o apoio coletivo, no treinamento funcional o que tem maior importância é a individualização, maior atenção às necessidades dos praticantes e um acompanhamento mais próximo.

Por mais que cada pessoa dentro do grupo tenha seu próprio processo de evolução no CrossFit, uma das premissas básicas desta modalidade é a alta intensidade. Já no treinamento funcional o treino é previamente montado de acordo com o seu estágio atual. Ou seja, a intensidade e estrutura do seu treino evoluem conforme você evolui individualmente.

Como já falamos, as chances de lesão podem ser maiores no CrossFit, se você não receber a correta instrução e acompanhamento inicial. Esse risco existe quando a modalidade é oferecida por locais que não tem instrutores qualificados para dar aulas de CrossFit.

O principal motivo que leva as pessoas a buscarem o CrossFit é o corpo sarado, com músculos grandes, fortes e aparentes. Porém, essa não é necessariamente a melhor modalidade para o desenvolvimento de força, como já falamos acima. O principal benefício comprovado do CrossFit é o maior condicionamento e resistência físicos através de exercícios de altíssima intensidade.

Já no treinamento funcional, os treinos podem ser adaptados para diferentes habilidades, incluindo resistência, potência, agilidade, condicionamento físico, entre outras. Os treinos podem ser bastante intensos, mas tanto a intensidade quanto a variação mudam conforme seu objetivo.

Qual é a melhor modalidade para mim: CrossFit ou funcional?

Tanto o CrossFit quanto o treinamento funcional podem ser praticados por qualquer pessoa, de jovens a idosos, de sedentários a atletas. Seja qual for a modalidade escolhida, saiba que você vai começar a prática de acordo com o seu nível de condicionamento físico.

Saber qual é a melhor modalidade para você depende das suas preferências: se você prefere aulas coletivas ou não, se você tem como objetivo estético um corpo mais musculoso ou mais atlético, quais habilidades você deseja desenvolver, entre outros fatores.

Os únicos pontos essenciais são a liberação médica para os treinos, principalmente para quem tem condições físicas que necessitem maior atenção, e o acompanhamento por um instrutor qualificado para o bom andamento dos treinos.

Se você iniciar a prática de CrossFit ou funcional, a dica principal é que você aprenda a forma correta de execução dos movimentos antes de se preocupar com a intensidade ou a velocidade. Se exercitar de forma correta deixa seu treino seguro, diminui o risco de lesões e potencializa seu desempenho. Agora que você conhece as diferenças entre CrossFit e Funcional, compartilhe esse post com aquele amigo que também tem essa dúvida e venha conhecer as aulas de Treinamento Funcional do Studio Medina Plus!

ADD COMMENT

Open chat